THE WORLD
OF SCAME

Italy

Parre (Bergamo)

Please, select your language

Pesquisa de produto


Navigator

   

DETALHE DA SECÇÃO

SEÇÃO 2.2
PLUGS E TOMADAS PARA APLICAÇÕES INDUSTRIAIS


 

 

DESCRIÇÃO GERAL


Há anos que a SCAME tem vindo a oferecer uma vasta gama de plugs e tomadas industriais de alta qualidade que cumprem as normas europeias EN 60309-1 e 60309-2, ganhando uma posição de liderança nos mercados doméstico e de exportação.
Plugs e tomadas industriais da SCAME são fiáveis, robustas, fáceis de enrolar e proporcionam uma excelente resistência às intempéries e aos produtos químicos. Tudo o que assegura uma operação segura, mesmo nas condições ambientais mais adversas.

Estas normas regem os aparelhos com tensão de funcionamento nominal não superior a 690 V, 500 Hz e corrente nominal não superior a 125 A. São principalmente concebidos para aplicação na indústria transformadora e de serviços, em estaleiros e utilizações semelhantes.

A finalidade principal das normas é evitar o erro de ligação acidental ou deliberada de plugs e ligações que não sejam compatíveis em termos de tensão, corrente, frequência, polaridade e tipo de utilização, o que pode causar danos pessoais e danos aos aparelhos elétricos que eles conectam.

 

NORMAS DE REFERÊNCIA


Os plugs e tomadas para aplicações industriais cumprem as normas europeias:

EN 60309-1
Plugs e tomadas de corrente para usos industriais
Part 1: Requisitos gerais
EN 60309-2
Plugs e tomadas de corrente para usos industriais
Part 2: Requisitos de permutação dimensional para acessórios de pinos e tubos de contato de configurações harmonizadas.

Que são equivalentes às normas internacionais IEC 309-1 e IEC 309-2.

As normas EN 60309-1 e EN 60309-2 (equivalentes às normas IEC 60309-2 e IEC 60309-2) foram adaptadas por todos os membros europeus do CENELEC (Comité Europeu de Normalização Eléctrica): Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França , Alemanha, Grécia, Islândia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Espanha, Suécia e Suíça. Muitos outros países, embora não reconheçam a necessidade de padronizar tanto as considerações de segurança quanto com o objetivo de melhorar o desempenho e as vendas. Plugs e tomadas fabricados de acordo com estas normas estão em uso hoje em toda a Europa, no Oriente Médio, África, a costa do Pacífico, Extremo Oriente, América do Norte e do Sul. Uma nova extensão da normalização internacional de plugs e tomadas para aplicações industriais conduzirá sem dúvida a uma simplificação na troca de bens e serviços. Por exemplo, máquinas de fabricação serão equipados com plugs que podem corresponder as tomadas instaladas em qualquer país, contêineres refrigerados sempre encontrará portas equipadas para conexão de compressores. Campistas, caravanas, embarcações de lazer, carros elétricos não terão problemas conectando-se em postos de fonte de alimentação quando viajar para o exterior.

 

VARIEDADES DISPONÍVEIS


A gama é fornecido com muitos tipos de soquetes e plugs móveis e fixos. Eles consistem em quatro séries complementares:

LIBERA Series
Inclui conectores para portadores elétricos 16A e 32A em conformidade com os regulamentos atualizados promovidos pela CIVES.
EUREKA Series
Inclui conectores para portadores elétricos 16A e 32A em conformidade com os regulamentos atualizados promovidos pela CIVES.
EUREKA-HD Series
Ele inclui Heavy Duty, 16A a 25A plugs e tomadas IP44, IP66 e IP67 para os mercados americano e da UE.

The IEC309 Series
Ele inclui 16 A a 125 A plugs e sokets IP44 e IP67 e outras versões adequadas para atender a qualquer requisito de instalação.

 

DEFINIÇÕES


Plugs e tomadas
um dispositivo para o acoplamento frequente entre um cabo flexível e um circuito elétrico, que consiste de uma tomada e um plug.

Tomada de saída
A parte destinada a ser ligada ao circuito elétrico.

Plug
A parte fixada ou concebida para ser fixada à extremidade de um cabo flexível, que está ligado a um aparelho ou a um conector.

Acoplador de cabo
Um dispositivo para o acoplamento frequente entre dois cabos flexíveis; Consiste de um conector e um plug.

Conector
A parte fixada ou concebida para ser fixada à extremidade de um cabo de alimentação flexível.

Acoplador de aparelho
Um dispositivo para o acoplamento frequente entre um cabo flexível e o aparelho, é constituído por um conector e uma entrada de aparelho.

Entrada do aparelho
A peça incorporada ou fixada ao aparelho, ou concebida para ser fixada a ele.

Extensão de cabo flexível
Um cabo flexível com um conector em uma extremidade e um plug na outra.

 

PRINCIPAIS REQUISITOS PADRÃO


As normas que regem a utilização de plugs industriais e tomadas tanto para corrente alternada (frequência até 500 Hz) como para corrente contínua, distinguem as duas categorias pela tensão de funcionamento:

Plugs de tensão extra-baixa e tomadas com tensão de operação de até 50V
Plugs de tensão extra-baixa e tomadas com tensão de operação acima de 50V e até 690V

São consideradas execuções com 2-3-4-5 contatos e capacidade de carga nominal de 16-32-63-125 A.
Cada aplicação requer uma execução específica que difere de todos os outros e obstáculos incorporados de modo a tornar impossível inserir um plug em qualquer outro soquete do que o seu correspondente em termos de capacidade de carga de corrente, tensão, freqüência, número de contatos e tipo de aplicação.

Baixa tensão >50V
Em versões de baixa tensão> 50V, o obstáculo é fornecido por dois elementos:

Uma chaveta (no soquete) com uma chave correspondente (na tomada)
Um maior contato à terra do que os outros contatos, situados em diferentes posições de relógio, dependendo das características de uso.

Quando o soquete é visto de frente, a posição de relógio (h) do contato de terra é encontrada tomando como referência a chaveta, que está sempre situada às 6 horas.

Tensão extra-baixa <50V
Em versões de tensão extra baixa <50V sem contato de terra, o obstáculo é fornecido por duas referências:

O maior consiste em uma chaveta na tomada, combinando uma chave no soquete, que está sempre situado às 6 horas;
O menor também consiste de uma chaveta (plug) e chave (soquete), mas situado em posições diferentes em torno da posição do relógio-face dependendo das características de uso.

Ao ver a tomada a partir da frente, a posição do relógio (h) da ranhura menor é encontrada falando como referência a chaveta principal, que está sempre situada às 6 horas.
As tomadas 63A e 125A devem ser equipadas com um contato piloto para ativar um intertravamento, se necessário.

 

xxxx


xxxx

 

CARACTERISTICAS ELETRICAS


Tensão de isolamento:
690V, 50-60Hz

Folga mínima de isolamento entre superfícies: 10mm
Folga mínima no ar: 8mm
(Para tensões nominais superiores a 500V~).

Tensão de operação:
Até 690V~, 50-60Hz

Capacidade de quebra:
1.25 vezes a corrente nominal
(Ensaio efetuado a uma tensão 1,1 vezes a tensão nominal de serviço)

Resistência elétrica e mecânica:
Concebidos para suportar as seguintes operações com tensão nominal e corrente (resistência elétrica) ou sem carga (resistência mecânica)
Corrente nominal No. de ciclos
(A) sob carga sem carga
16A 5.000 /
32A 1.000 1.000
63A 1.000 1.000
125A 250 250

 

CARACTERISTICAS MECANICAS


"Resistência ao impacto:
De acordo com a IEC 309-1 (seção 24)

Temperatura de funcionamento:
-25°C +80°C

Capacidade de cabeamento dos terminais:
Corte transversal de condutores conectáveis (mm2)
Rated Rated Plugs, connectors
and appliance inlets Socket outlets
voltage current min max min max
16A 1 2,5 1,5 4
Mais de 32A 2,5 6 2,5 10
a 50V 63A 6 16 6 25
125A 16 50 25 70




Menos de 16A 4 10 4 10
a 50V 32A 4 10 4 10

Os terminais para os contatos do piloto fornecem conexão para condutores com a mesma seção nominal nos terminais internos das fichas 16 A e conectores com tensão de operação nominal acima de 50V.

Max. Tamanho do cabo aceito pelo grampo do cabo:
Rated Outside mm
current min max
16A 8 15
32A 11,5 21
63A 7 31
125A 26 48

 

GRAU DE PROTECAO


As normas estabelecem uma classificação para os aparelhos que se baseia no seu grau de proteção contra a entrada de matérias sólidas e líquidas (CEI 70-1):

IP44 - plugs e tomadas protegidas contra entrada de água; Os encaixes são fornecidos com uma tampa de mola.
IP67 - Plugs e tomadas protegidos contra os efeitos da imersão, equipados com um anel de travamento com acoplamento de baioneta.

O grau de protecção é testado:

Em soquetes, com tampa fechada ou plug totalmente inserido;
No plug, quando totalmente inserido no soquete.

Todas as séries de plugs SCAME e tomadas para aplicações industriais foram concebidas e construídas de acordo com as normas IEC 60309-1 e IEC 60309-2 (EN 60309-1 e EN 60309-2).

 

CERTIFICACOES


A maioria dos plugs da Serie EUREKA e da Serie IEC309 são certificadas pelo Instituto do Mercado da Qualidade IMW e muitas também são certificadas pela VDE, SEMKO, FI, NEMKO conforme indicado no índice por número de produto na parte de trás do catálogo.

 

MATERIAIS


Caixa e inserto de plástico de engenharia com alta estabilidade térmica e resistência mecânica.
Auto-extinguível de acordo com IEC 695-2-1: invólucro 650°C (fio incandescente) e inserir 850°C (fio incandescente).
Vedante feito de elastômero EPDM não envelhecido ou borracha.
Pinos de latão niquelado para um contato elétrico perfeito e duradouro.
Tubos de contato em latão niquelado com mola flexível para uma pressão de contato constante e uniforme.
Parafusos de terminal de aço niquelado
Molas de tubo de contato e parafusos externos de aço zincado.
Mola de aperto e tampa de aço inoxidável.
Resistência à ferrugem: 10 min em solução aquosa a 10% de cloreto de amónio

 

MANUAL


APLICAÇÕES DE FERRAMENTAS INDUSTRIAIS

Campo de utilização IP44 IP67
Agricultura Equipamentos móveis ou portáteis utilizados ou armazenados em locais abrigados. Instalação exterior de equipamento de bombeamento, ventilação e secagem.
Indústria química nas instalações para fins de armazenamento e manutenção onde as ligações não estão expostas ao risco de imersão ou produtos químicos. Em locais sem risco de explosões, mas onde as conexões são expostas a produtos químicos e sujeitas a possível imersão.
Estaleiros e obras Em locais de construção cobertos, protegidos contra intempéries, expostos a entrada de água. Em locais de construção ao ar livre onde as conexões são deixadas em solo úmido exposto a congelamento, poeira e intemperismo.
Complexos desportivos e outros locais de entretenimento público, estúdios de televisão e cinema. Em locais abrigados protegidos contra o clima, embora expostos a entrada de agua, sem altas cargas conectadas. Conexões externas expostas à chuva, neve, lama, congelamento e outras condições climáticas crítica.
Indústria alimentar Em locais abrigados, em instalações internas usadas para armazenamento e manutenção. Em local sujeito a lavagem por mangueira para baixo e onde as conexões estão sujeitas a trabalhos pesados.
Indústria pesada Em armazéns abrigados, oficinas de manutenção e moldagem. Em laminadores, fundições, altos-fornos, etc., onde as conexões estão expostas a pó, aparas metálicas, refrigerantes e estão sujeitas a vibrações e impactos.
Indústria ligeira Locais sem alta umidade ou poluição ambiente servindo para montagem, moldagem, manutenção e armazenamento. Em locais sujeitos a limpeza por meio de solventes químicos. Também onde cargas pesadas requerem alta segurança nas conexões
Instalações para centros EDP Conexões elétricas executadas acima do nível do piso. Conexões elétricas executadas sob piso elevado com risco de imersão. Onde cargas pesadas exigem alta segurança nas conexões.
Portas Em locais abrigados, como docas, oficinas de reparação, escritórios, etc Cais, docas, etc. onde há risco de inundação parcial de ondas altas.
Aeroportos Em locais abrigados, hangares, oficinas de reparação, armazéns. Ao ar livre para conexão entre aparelhos móveis, portáteis e aeronaves.
Instalações de tratamento de água Uso interno em oficinas de reparação, etc. Em todos os locais com risco de inundação e para uso externo com bombas, sistemas de aeração e ventilação.

 

 

ADVERTENCIAS


Leia e siga atentamente as apresentações fornecidas.
Executar a instalação de acordo com as normas vigentes para instalações elétricas.


Plugs e tomadas para uso industrial

  • Prestar atenção à preparação dos terminais de cabo a ser inseridos nos terminais do aparelho, de modo a manter as distâncias de isolamento.
  • Aperte os parafusos dos terminais para evitar o sobreaquecimento. Parafusos soltos podem causar riscos de incêndio ou danificar os cabos.
  • A inspecção e a substituição de plugs e tomadas devem ser efetuadas apenas por pessoal devidamente qualificado.
  • Substitua os plugs ou tomadas que apresentem sinais de danos (por exemplo, marcas de queimadura). Os plugs e tomadas devem ser verificados regularmente, especialmente nos pontos de conexão do cabo.
  • Plugs ou tomadas que sofreram impacto ou choque de qualquer tipo devem ser cuidadosamente verificadas, mesmo que não haja sinais visíveis de danos.

 

Rev.16.0113      

 

Share
 
 
 
Búsqueda
Testo:
Código:
Descrição:
 
 
Utilidade
Saiba como encontrar milhares de configurações, a pintura para você.
Identificar os produtos compatíveis com o material da SCAME.
 
 
Publicidade
 

 
 
 
 

Pesquisar - Linguagem [] - Mapa do site - Contato - Privacy - Aviso Legal
©2005-2017 - SCAME PARRE S.p.A. - P.IVA IT 00137900163 - Active users: 502